Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tecnologia
Comunicações

Descoberta falha de segurança nos grupos do WhatsApp

Problema foi revelado em conferência em Zurique nesta quarta-feira
10/01/2018 18:56 10/01/2018 19:16

Arquivo/GES
WhatsApp, popular serviço de comunicação por IP
A revista norte-americana especializada em tecnologia Wired está noticiando que um grupo de pesquisadores alemães descobriu uma falha de segurança no serviço de grupos do WhatsApp. O achado foi divulgado nesta quarta-feira (10) em uma conferência em Zurique, na Suíça. 

Pesquisadores de criptografia da Universidade Ruhr, de Bochum, na Alemanha, descobriram uma falha no serviço de segurança de ponta a ponta introduzido pelo WhatsApp dois anos trás. Em princípio, a segurança de criptografia das mensagens torna impossível a alguém que não seja o emissor ou o destinatário interceptar mensagens. Entretanto, o grupo descobriu que hackers ou pessoas com acesso a servidores do WhatsApp podem introduzir usuários em grupos já existentes e modificar o parâmetro de aviso. Com isso, quando o usuário "infiltrado" entrar, o aviso de que ele foi adicionado ao grupo ficará no alto do histórico de mensagens do grupo, não na altura do momento de entrada. Assim, se um usuário destes entrar no seu grupo agora, você não vai ver aquela notificação "número tal entrou no grupo", porque ele vai ser listado muito no alto da conversa. Só quem estiver procurando vai encontrar, e mesmo assim pode ser difícil.

A falha permite que outros usuários que não o administrador acrescentem usuários ao grupo, inclusive com privilégio de administrador. Isso permitiria que pessoas de fora dos grupos copiassem o histórico de conversas e até tivessem acesso aos outros usuários.

A Wired acrescenta na matéria que a administração do WhatsApp reconheceu o problema, mas informou que os administradores sempre irão enxergar usuários novos, podendo tomar medidas de segurança necessárias. Ainda não foi informado se o app vai emitir atualizações para resolver o problema.

Por enquanto, precaução aconselhável é que administradores de grupo fiquem atentos a novos membros que não autorizaram. Ainda não foram registrados ataques explorando a falha.


Jornal NH

Tecnologia

por André Moraes
andre.moraes@gruposinos.com.br

André Moraes é editor de Tecnologia do Jornal NH. Sua experiência profissional inclui o jornalismo de divulgação científica, publicações técnicas e reportagem de tecnologia.

PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS