VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tecnologia

Interferência solar pode afetar tevê por satélite

Pode haver interrupções momentâneas por causa de atividade magnética.

Micheli Aguiar/ GES-Especial
Sol forte: equinócio tende a aumentar interferência em satélites como os das tevês
A operadora de tevê por assinatura Sky avisou aos assinantes através de mensagem no receptor que entre 27 de março e 4 de abril pode haver pequenas interrupções no serviço, por causa de interferência solar nos satélites. Normalmente, se trata de pequenas travadas ou congeladas no vídeo, geralmente com duração de segundos.

A interferência solar está ligada à atividade eletromagnética vinda do Sol, e costuma acontecer em dois picos durante o ano, nas épocas de equinócio (quando o sol está mais perto do Equador), nos meses de março e outubro. Os satélites mais atingidos por esta questão técnica são os geostacionários, que têm posição fixa sobre a Terra. É o caso daqueles empregados pelas tevês por satélite.

Atari é relançado no Brasil, com 101 jogos

Console clássico chega pela Tectoy, que passa a vender no país o Atari Flashback 7, reedição lançada nos EUA no ano passado.

Divulgação/
Console Atari Flashback 7, lançado pela Tectoy no Brasil, baseado na clássica plataforma Atari 2600
Depois de ter lançado um teaser no começo da semana, A Tectoy anunciou nesta quarta-feira (22/3) o relançamento do videogame Atari 2600 no Brasil. O console vai ser vendido como Atari Flashback 7, uma reedição da plataforma que havia sido lançada nos EUA no ano passado. A máquina terá preço na faixa de 500 reais.

A máquina vem com 101 jogos na memória. Em princípio, não será compatível com cartuchos das versões anteriores. Algumas das versões norte-americanas têm acessórios terceirizados para rodar cartuchos, mas não é um recurso com suporte oferecido pelo produto.

Abaixo, o anúncio da Tectoy:

O Atari Flashback 7 é produzido pela primeira vez pela Tectoy no Brasil. O clássico videogame remete à primeira versão de 8 bits, o Atari 2600 de 1977, que fez a indústria dos videogames mudar para sempre e criar uma nova cultura. Até hoje foi o videogame que mais vendeu no mundo. Conteúdo da Embalagem:- 1 Videogame Atari Flashback 7 Classic Game- 101 Jogos inclusos na Memória- 2 Joysticks com fio- 1 Cabo de áudio e vídeo- 1 Manual de instruções com certificado de garantia Características:Sistema Bivolt automático. Sistema PAL-M Saída AV Mono

Lista dos videogames:

3D Tac Toe

Adventure

Adventure II

Air Raiders

Air Sea Battle

Aquaventure

Armor ambush

Asteroids

Astroblast

Atari Climber

Backgammon

Basketball

Black Jack

Bowling

Breakout

Cannonball (Human Cannonball)

Canyon Bomber

Centipede

Baseball (Super Challenge Baseball)

Chall. Football (Super Challenge Football)

Champ. Soccer (Championship Soccer)

Chase it!

Circus Atari

Combat

Combat II

Crystal Castles

Dark Cavern

Demns To Dimnds (Demons to Diamonds)

Desert Falcon

Dodge’Em

Double Dunk

Earthworld (Swordquest: Earthworld)

Escape it!

Fatal Run

Fireworld (Swordquest: Fireworld)

Flag Capture

Football

Frog Pond

Frogs & Flies

Fun With Numbers

Golf

Gravitar

Hangman

Haunted House

Haunted House II (Return to Haunted House)

Home Run

Indy 500

Intl. Soccer (International Soccer)

Maze Craze (Maze Craze: A Game of Cops ’n Robbers)

Millipede

Miniature Golf

Miss It!

Missile Command

Moto Rodeo (MotoRodeo)

Night Driver

Off The Wall

Outlaw

Pong Sports (Pong)

Radar Lock

RS Baseball (Realsports Baseball)

RS Basketball (Realsports Basketball)

RS Soccer (Realsports Soccer)

RS Volleyball (Realsports Volleyball)

Saboteur

Save Mary

Sea Battle

Secret Quest

Shield Shifter

Sky Diver

Slot Machine

Slot Racers

Solaris

Space Attack

Space War

Sprintmaster

Star Ship

Star Strike

Steeplechase

Stellar Track

Street Racer

Strip Off

Sub Commander (Submarine Commander)

Super Baseball

Super Breakout

Super Football

Surround

Sword Fight

Tempest

Video Checkers

Video Chess

Video Pinball

Warlords

Waterworld (Swordquest: Waterworld)

Wizard

Yar´s Return (Yars’ Return)

Yar´s Revenge (Yars’ Revenge)

Astrônomos amadores da região participam da descoberta de duas chuvas de meteoros

Conquista foi reconhecida nesta semana por órgão internacional.

Foram quatro anos de pesquisa e monitoramento para que, nesta semana, a descoberta de duas novas chuvas de meteoros, feita por astrônomos amadores brasileiros, fosse reconhecida internacionalmente. Na última segunda-feira (20), o Meteor Data Center, órgão ligado à União Astronômica Internacional, incluiu em seu catálogo a Epsilon Gruids e a August Ceaelids, localizadas nas constelações do Grou e do Cinzel, respectivamente. A conquista é inédita e coube à Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon), que reúne amantes da astronomia em todo o País para monitoramento do céu.

WebTV/Reprodução
Chuva de meteoros
Das 82 estações voluntárias que integram o sistema da Bramon, três estão localizadas na região, nas cidades de Presidente Lucena, São Sebastião do Caí e Taquara. Elas são mantidas pelos astrônomos amadores Rafael Silveira Compassi, Andrei Roger de Lima e Carlos Fernando Jung, respectivamente. As estações atuam fazendo registros em vídeo de mais de 86 mil meteoros, que são analisados em um sistema computadorizado. “É um momento único por ser uma descoberta internacional. Isso nunca ocorreu no hemisfério sul”, destaca Jung.

Mas afinal, o que são as chuvas de meteoros?

O planeta Terra, em seu giro anual ao redor do Sol, encontra ocasionalmente pequenas partículas no espaço, que são os meteoroides. Quando estas partículas penetram na atmosfera, provocam o fenômeno luminoso conhecido popularmente como estrelas cadentes. Ao longo do ano, há datas que são especialmente favoráveis aos seus avistamentos, que são as noites em que ocorrem as chuvas de meteoros.

A União Astronômica Internacional mantém o catálogo atualizado de todos estes eventos, com as datas e as posições no céu em que são visíveis. A lista possui quase 800 grupos de meteoros e agora inclui as duas chuvas descobertas pelos brasileiros, que têm um baixo índice de meteoros por hora, o que é considerado normal, uma vez que todas as grandes chuvas de meteoros foram mapeadas há mais tempo. Para a validação da descoberta, foram utilizados, ao todo, 17 meteoros registrados no Brasil e dois meteoros registrados nas Ilhas Canárias.

As descobertas

Reprodução/Reprodução
Epsilon Gruids

A Epsilon Gruids foi a primeira das chuvas recém-descobertas e ocorre no mês de junho, tendo sua máxima no dia 11. Seus meteoros parecem irradiar da constelação do Grou, próximo à estrela Epsilon Gru, que dá nome a essa chuva. Ela foi validada com sete meteoros brasileiros e dois da rede europeia. O Sol (em amarelo) é representado no centro da imagem, a Terra (em azul) está á esquerda do Sol.

Reprodução/Reprodução
August Caelids
Já a August Caelids ocorre na Constelação do Cinzel. Seu radiante está entre as estrelas Alfa e Beta daquela constelação e sua máxima se dá no dia 5 de agosto. Seu nome é uma composição do mês em que ela ocorre e do nome da constelação em latim. O Sol (em amarelo) pode ser visto no centro da imagem. A Terra (em azul) está á direita do Sol.

O processo da descoberta

A Bramon, com suas 82 estações espalhadas pelo Brasil, conseguiu determinar, em três anos de operação, 4.205 órbitas. A grande maioria consistia em meteoros pertencentes a chuvas já catalogadas. Outros, à primeira avaliação, pareciam apenas vir de pontos aleatórios do céu, os chamados meteoros esporádicos

Quando os registros do banco de dados completaram três anos, foi iniciada uma pesquisa para saber se, dentre os meteoros esporádicos, existiria alguma nova família a ser descoberta. Esses trabalhos começaram no final do ano passado, quando os pesquisadores Carlos Di Pietro, de São Paulo, e Marcelo Zurita, da Paraíba, observaram que um grupo de meteoros parecia surgir de um único ponto no ceú, na constelação do Grou.

A partir daí vários testes matemáticos precisaram ser aplicados, a partir de janeiro deste ano. A Bramon realizou centenas de cálculos, envolvendo milhares de meteoros. Com isso, além de conseguir validar a primeira chuva de meteoros, acabou-se descobrindo mais uma.

Os dados orbitais das duas descobertas foram então encaminhados ao Meteor Data Center, que na segunda-feira desta semana as aprovou e inclui na lista oficial da União Astronômica Internacional. Tanto a Epsilon Gruids quanto a August Caelids foram incluídas com o status “Working pro tempore”. Por serem chuvas com baixa taxa de ocorrência de meteoros, ainda carecem de mais observações, que agora serão feitas por outros observadores espalhados pelo mundo.

Os bizarros aparelhos para detectar carne podre

Em época de Operação Carne Fraca, confira aparelhos que buscavam farejar eletronicamente alimentos decompostos.

Depois da operação Carne Fraca na semana passada, que investiga possíveis irregularidades na distribuição e fiscalização de carnes, muitos ficaram preocupados com a qualidade dos alimentos de origem animal que estão consumindo. Especialistas apontam uma série de dicas com as quais a maioria dos consumidores já está acostumada, desde observar a coloração da carne até a consistência. Um conselho recorrente, também, é prestar atenção no odor.

Claro que no caso das fraudes na distribuição, o odor era mascarado por produtos químicos. Porém, vale aproveitar para lembrar tecnologias e produtos dos últimos anos que, justamente, buscavam ajudar a detectar carnes estragadas pelo cheiro.

O princípio científico faz sentido. Gases e umidade são os componentes dos aromas que o olfato capta, e estes são fatores que teoricamente poderiam ser medidos. Alguns aparelhos e dispositivos tentavam atuar por aí.

Divulgação/
O Food Sniffer, aparelho para detectar odor de carne decomposta que entrou em venda nos Estados Unidos em 2015, a 129 dólares
Um produto curioso, que inclusive entrou em venda nos Estados Unidos em 2015, é o Food Sniffer. O aparelho, que é anunciado como dotado de tecnologia suíça, era vendido a 129 dólares. Semelhante a um pequeno aspirador de pó, consiste em um detector que "fareja" a carne e depois passa os dados a um smartphone ou tablet.

Resenhas feitas com o Food Sniffer por sites especializados em gadgets apontaram que ele até funcionava, mas em uma utilidade muito restrita. O aparelho só funcionava em carnes cruas. Além disso, tinha regulagens apenas para carne de gado, frango e peixe. A bateria não durava muito, e alguns usuários opinaram que o que ele fazia, basicamente, era o mesmo que uma pessoa faria com o próprio nariz.

O Food Sniffer também tinha um comercial muito curioso, meio malicioso e cheio de duplos sentidos, com direito a apresentadora fazendo comentários insinuantes e um assistente de auditório simulando carícias para pedaços de carne. Assista abaixo, mas só se você já jantou.

Divulgação/MIT
Tim Swager, do MIT, mostra chip detector de odores que pode ser configurado para encontrar explosivos e também alimentos em decomposição. Ele usa circuitos de nanotubos de carbono e etiquetas RFID, que passam dados para um sensor sem necessitar de bateria
Tem pesquisas mais confiáveis que ainda não foram transformadas em produtos. O pesquisador e professor Timothy Manning, no Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), criou um chip que pode ser configurado para detectar o odor de carne em decomposição ou de frutas podres. O protótipo foi criado por encomenda do Exército dos EUA, para detectar explosivos. Mas a tecnologia pode ser usada, defende o autor, para aumentar a segurança alimentícia. Ele defende que os chips, que podem ser produzidos em massa, sejam incluídos em engradados e caminhões de carga. Com isso, emitiriam alertas automaticamente quando a qualidade do produto estivesse comprometida.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS