Publicidade
Esportes Exemplo de superação

Copa Handbike une esporte com inclusão social

Competição de ciclismo, que tem algumas categorias destinadas para atletas cadeirantes, teve a segunda etapa disputada em Esteio

Última atualização: 08.10.2019 às 20:03

Bicicletas adaptadas são utilizadas pelos cadeirantes durante as provas da competição, que terá seis etapas Foto: Divulgação
Esporte e inclusão social juntos. Esse é o objetivo da Copa Handbike de Ciclismo, destinada a cadeirantes, que teve a segunda etapa disputada no domingo passado (6), em Esteio. A cidade foi a segunda a receber o evento, que iniciou em Campo Bom. A competição terá seis etapas. A próxima será em Canoas, no dia 10 de novembro. "A Copa Handbike veio para ser um instrumento e mostrar que os cadeirantes também têm vez no ciclismo", destacou Eduardo Kholrausch, organizador da competição, que é o responsável também pela Copa União de Ciclismo.

Os campeões da etapa de Esteio foram: Victor Teixeira, de Nova Hartz, na infantil; Guilherme Batalha, de São Leopoldo, na infantojuvenil; Renata Boeira, de São Leopoldo, a feminino máster; Dionatas Oliveira, de Esteio, na speed masculino estreante; Cenildo da Conceição, de Porto Alegre, na speed masculino máster; Bruno Conci, de Esteio, na mountain bike estreante; Leonardo Alves, de Sapucaia do Sul, na mountain bike máster; Jaderson Vieira, de Taquara, na mountain bike elite; Dionatan Micael, de Estância velha, na handbike H1/H2; Rodrigo Shu, de Triunfo, ma handbike H3/H4; Rafael Fernandes, de Nova Hartz, na handbike juvenil; e Leonardo Godoy, de Esteio, na speed elite.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.