Publicidade
Esportes | Inter Que fase...

Apático, Inter leva 2 a 0 do Ceará no Castelão

Em nova atuação abaixo, time jogal mal, se complica na tabela de classificação do Brasileirão e vê vaga na Libertadores ameaçada

Por André Heck
Última atualização: 07.11.2019 às 22:25

Inter de Patrick teve atuação irregular diante do Ceará Foto: Ricardo Duarte/Inter
O Inter vive o seu pior momento na temporada. A queda na Libertadores e na Copa do Brasil resultaram na demissão de Odair Hellmann e na chegada de Zé Ricardo, técnico que assumiu com a missão de conduzir a equipe na reta final do Brasileirão para buscar a vaga na Copa Libertadores de 2020. A troca de treinador, entretanto, não teve o resultado esperado. O rendimento caiu ainda mais e Eduardo Coudet, se vier mesmo para comandar o time em 2020, talvez não tenha a competição continental para disputar.

Na noite de quinta-feira (7), a atuação colorada na derrota de 2 a 0 para o Ceará, no Estádio Castelão, em Fortaleza, deixou o time na oitava posição na tabela do Brasileirão, com 46 pontos. São três jogos sem vencer. Fora da zona de classificação para a Libertadores, o Inter tem mais sete rodadas para tentar subir na tabela.

No que depender da atuação desta quinta, será difícil buscar essa vaga. O time esteve apático em campo, desorganizado e sem mostrar qualquer capacidade de recuperação. Os gols do Ceará foram marcados aos 41min do primeiro tempo, por Thiago Galhardo, e as 41min da etapa final por Mateus Gonçalves. O Inter, tirando um cabeceio de Bruno Silva que o goleiro Diogo salvou, pouco perigo levou aos cearenses.

Em entrevista após a partida, Rafael Sobis disse que o problema da equipe é psicológico. "Condições a gente tem, tem que melhorar a nossa cabeça", apontou. "O momento é mais mental do que técnico, temos que preparar o mental porque virá crítica de todo o lado. Estamos trabalhando, mas tem que melhorar a nossa cabeça", afirmou o atacante colorado.

Três retornos no domingo

O Inter volta do Ceará e terá pouco tempo para treinar e preparar o time para enfrentar o Fluminense, no Gigante, no próximo domingo. O lado positivo é que o técnico Zé Ricardo terá o retorno de três jogadores para o confronto com os cariocas. Expulso no Gre-Nal, Marcelo Lomba volta após cumprir suspensão, assim como Edenilson e Nico López que levaram o terceiro cartão amarelo no clássico, na Arena. Restam agora sete jogos para buscar a vaga na Libertadores do ano que vem. Além do Flu, o Colorado encara Corinthians (17/11, em São Paulo), Fortaleza (24/11, no Beira-Rio), Goiás (27/11, no Beira-Rio), Botafogo (30/11, no Rio), São Paulo (4/12, em São Paulo), e Atlético-MG (8/12, no Beira-Rio).

CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio (Eduardo Brock) e João Lucas; William Oliveira (Pedro Ken), Ricardinho, Fabinho e Thiago Galhardo (Mateus Gonçalves); Felipe Baxola e Bergson. Técnico - Adilson Batista.

INTER
Danilo Fernandes; Heitor, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Guilherme Parede), Patrick e D'Alessandro; William Pottker (Wellington Silva) e Paolo Guerrero (Rafael Sobis). Técnico - Zé Ricardo.

DETALHES

Local - Arena Castelão, em Fortaleza. Arbitragem - Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Leone Carvalho Rocha (trio goiano).  

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.