Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Região

Lindolfo Collor decreta o toque de recolher diariamente das 20 às 5 horas

Fica determinado também o isolamento social de pessoas acima de 60 anos de idade

Última atualização: 25.03.2020 às 16:20

Decreto foi assinado pelo prefeito Gilmar de Quadro Foto: Inezio Machado/GES

O prefeito de Lindolfo Collor, Gilmar de Quadro, assinou o decreto 6/2020 nesta quarta-feira (25) com mais medidas contra a propagação do novo coronavírus. Entre as novidades está a determinação de toque de recolher diariamente, das 20 às 5 horas, enquanto perdurar a situação de calamidade pública. As novas medidas adotadas já estão em vigor.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Neste período do toque de recolher, as pessoas devem permanecer em suas residências. A circulação será permitida apenas para acessar ou prestar serviços de saúde, segurança, serviços públicos e essenciais, com comprovada necessidade e urgência. Os serviços de segurança privada e plantões de serviços essenciais não estão enquadrados no toque de recolher.

Quem descumprir o toque de recolher pode ser indiciado por crimes contra a saúde pública e de desobediência. Na primeira abordagem, a pessoa que desrespeitar será notificada e na reincidência estará sujeita à multa de 400 reais – o valor será dobrado a cada reincidência.

Outra alteração é a determinação de isolamento social para pessoas acima de 60 anos de idade, que podem circular apenas para atividades estritamente necessárias como atendimento médico e hospitalar, realização de exames laboratoriais, vacinação, compras em comércios de produtos alimentícios e em farmácias. Os idosos devem portar documentos de identificação. 



Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.