Publicidade
Notícias | Imposto de renda Acerto com o Leão

Prazo para a declaração do Imposto de Renda se encerra amanhã

Quem não entregar o documento estará sujeito ao pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido

Última atualização: 29.06.2020 às 09:38

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Até as 11 horas da última sexta-feira, 24.647.002 declarações de imposto de renda haviam sido recebidas pela Receita Federal. A expectativa é de que 32 milhões de documentos sejam efetuados. O prazo, para o cumprimento da normativa se encerra nesta terça-feira (30). Inicialmente, ele terminava no dia 30 de abril, porém, devido à pandemia do novo coronavírus, houve a extensão. Quem perder o prazo, estará sujeito ao pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Tire suas dúvidas no especial POR DENTRO DO IR

A declaração de Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70; recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros.

O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e App Store, para o sistema operacional iOS.


Dicas

Alguns detalhes importantes podem auxiliar o processo. Para criar e acompanhar as declarações, o usuário pode efetuá-las por meio de abas do site. Na aba "Nova", é possível criar novas declarações (declaração de ajuste anual, declaração final de espólio ou declaração de saída definitiva do País) a partir da declaração de 2019, da declaração pré-preenchida ou declaração em branco. Há também o espaço "Em Preenchimento", que permite o acompanhamento das declarações que ainda estão sendo trabalhadas onde pode abrir, excluir, entregar, imprimir, salvar, recuperar ou gravar uma cópia de segurança.

Por fim, há o espaço destinado às "Transmitidas", que conta com as declarações que já foram transmitidas e as possibilidades de retificar, imprimi-la, obter o recibo de entrega, imprimir o Darf do IRPF e gravar a cópia de segurança e recibo de entrega.

Quem sacou valores referentes ao FGTS também precisa realizar o registro. A quantia deve estar indicada nos rendimentos isentos e não tributáveis.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.