Publicidade
Notícias | Região R$ 9 mi em imóveis e veículos

Operação na região 'congela' patrimônio milionário de líder de facção

Ação que combate a lavagem de dinheiro ocorre em Porto Alegre, Osório, Estrela, Lajeado, Santa Cruz, Venâncio Aires, Novo Hamburgo e Campo Bom

Última atualização: 14.01.2020 às 08:22

Uma operação deflagrada na manhã desta terça-feira (14) busca congelar o patrimônio de um dos líderes de uma facção com grande poder econômico no Estado. Os 23 mandados de busca e apreensão são cumpridos em Porto Alegre, Osório, Estrela, Lajeado, Santa Cruz, Venâncio Aires, Novo Hamburgo e Campo Bom. Além dos bens, a Operação Astúcia busca provas dos crimes da quadrilha a fim de esclarecer a participação de casa um dos investigados.

Segundo a investigação, a organização criminosa teve cerca de R$ 9 milhões em imóveis e veículos indisponibilizados. “Ao todo, 120 pessoas físicas e jurídicas têm participação apurada”, informa o delegado Filipe Bringhenti, titular da Delegacia de Repressão à Lavagem de Dinheiro (DRLD) do Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos (GIE).

Investigação

Após aproximadamente um ano de investigações, foram decretadas diversas medidas cautelares contra os criminosos. De acordo com o Gaeco (Núcleo de Lavagem de Dinheiro do Ministério Público do RS), foram deferidas mais de 200 ordens judiciais.

Jogo do bicho financiava facção

A investigação também identificou a atuação ativa de exploradores do jogo do bicho no financiamento da facção. O esquema fornecia dinheiro para a compra de armas, além da parceria comercial nos estabelecimentos em que o jogo de azar é explorado, para que a facção diversificasse seu faturamento.

“Aqui, a aparente baixa lesividade dessa atividade deu lugar à atuação em prol do crime organizado faccionado, financiando o incremento do poder bélico dos criminosos investigados”, finaliza Bringhenti.

Operação Astúcia

A investigação teve participação da Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Santa Cruz e a coordenação dos trabalhos executados na operação de hoje foi compartilhada pela 16ª Delegacia de Polícia Regional do Interior/Santa Cruz, Draco/Lajeado e DRLD/GIE.

Mais de 120 policiais civis participaram da operação.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.