Publicidade
Notícias | Região Trânsito

Free way tem mais um ponto de tranqueira e vai testar paciência dos motoristas no veraneio

Com a cobrança bilateral na Praça de Pedágio de Santo Antônio da Patrulha, motorista tem mais um local de retenção de fluxo na hora da volta

Por Débora Ertel
Publicado em: 17.10.2020 às 05:00 Última atualização: 17.10.2020 às 09:13

Movimento nesta sexta-feira na praça de pedágio localizada em Santo Antônio da Patrulha foi tranquilo Foto: PAULO PIRES/GES

Quem aproveitar o calor e os dias de sol para curtir o litoral norte, verá que as mudanças no passeio não serão apenas aquelas trazidas pela pandemia de coronavírus. Desde agosto, a praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha passou a ter cobrança nos dois sentidos. Se antes o motorista na volta para casa passava direto pelas cancelas, agora terá que esperar a sua vez para pagar a tarifa. O fim de semana passado mostrou que o próximo veraneio será de retenção de fluxo no local.

Dos 113 mil veículos que trafegaram pela free way entre sexta-feira, dia 9, e a tarde de domingo, 11, em direção às praias, 54,5 mil voltaram até as 21 horas do dia 12 de outubro. O resultado foi que, ao longo de toda a segunda-feira, a rodovia estava cheia, com tráfego lento e acima da capacidade, com filas em Santo Antônio da Patrulha.

A arquiteta de Estância Velha Polyana Hoff, 34 anos, conta que antecipou a volta para casa para tentar escapar da tranqueira. "Tinha tido experiência de ficar trancada dias atrás, então voltei às 10h30 de domingo, em vez de segunda. Mesmo assim fiquei parada de 15 a 20 minutos no pedágio", conta.

Segundo Polyana, havia apenas três cancelas abertas no momento em que passou pela praça.

Já o bancário Cassiano Barbieri, 43, morador de Parobé, não enfrentou problemas no retorno do litoral na segunda-feira, por volta das 14h30. "Fiquei uns cinco minutos na fila, não mais que isso. Achei boa a estratégia deles do papa-fila, pois agilizou o atendimento", disse.

Barbieri também comenta que a quantidade de cancelas abertas, no momento em passou pelo local, ajudou a liberar o fluxo.

Contrato

Conforme a assessoria de imprensa da CCR ViaSul, mesmo frente ao elevado tráfego registrado na free way tanto na ida como na volta do litoral durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida, o pedágio de Santo Antônio da Patrulha suportou a demanda de veículos.

A concessionária informou à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que, em nenhum momento, as filas ultrapassaram os 400 metros determinados pelo contrato aos fins de semana e feriados.

Trânsito no feriado do dia 12 de outubro foi um dos maiores do ano Foto: Paulo Pires/ GES
Durante a semana, a extensão não pode passar de 200 metros. O cumprimento das regras é fiscalizado pelo órgão federal.

Segundo a CCR ViaSul, todas as cabines estavam abertas e a concessionária atuou com acréscimo do papa-fila, que consiste na cobrança antecipada da tarifa para agilizar a passagem dos veículos. Essa será uma estratégia que valerá para o veraneio.

Ainda de acordo com a empresa, serão contratados colaboradores temporários para reforçar as equipes de atendimento das praças de pedágio da free way e BR-101, em Três Cachoeiras.

Além disso, a liberação do uso do acostamento, em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, também está entre as ações para garantir a fluidez do tráfego.

ANTT promete fiscalizações nos dias de movimento mais intenso

A ANTT, informou por meio da assessoria de imprensa, que vai acompanhar de perto as ações da concessionária para os próximos feriados e operação verão, com fiscalizações programadas nos dias de maiores movimentos.

Sobre as filas da Praça de Santo Antônio, a agência avalia que o fato de ser o primeiro grande movimento após a mudança da cobrança para bidirecional, que ocorreu a partir de 15 de agosto, pode ter causado uma diminuição da velocidade e consequentemente a retenção do tráfego, uma vez que os motoristas não estavam acostumados a pagar pedágio no sentido Litoral-Porto Alegre.

Capacidade da free way

No feriado da semana passada, 171 veículos por minuto chegaram a passar pela praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha em direção a Porto Alegre. Neste local, a capacidade da rodovia é de 97 veículos por minuto. O acostamento chegou a ser liberado na segunda-feira pouco antes das 17 horas pela CCR ViaSul, entre Osório e o acesso a Santo Antônio da Patrulha.

 

Comportamento de motorista não ajuda, diz a PRF

Na avaliação da PRF, a retenção de fluxo na Praça de Santo Antônio da Patrulha seguiu o padrão dos outros pontos de pedágio da rodovia justamente porque a BR-290 estava com movimento acentuado.

Segundo a PRF, uma das causas da lentidão é o comportamento do motorista, já que muitos circulam pelo acostamento em locais e momentos que a prática é proibida. Depois retornam de maneira repentina para a pista, trancando o trânsito e provocando pequenos acidentes, que alteram a velocidade da estrada, provocando um efeito cascata.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.