VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Blog do Ávila

Não era para esta chuva surpreender ninguém. Mas surpreendeu

Alto volume de precipitação durante a madrugada mostrou a dificuldade que temos para lidar com este tipo de evento.

Não dá para dizer que a chuva da madrugada deste sábado nos pegou de surpresa, pois na semana a previsão do tempo já alertava para a possibilidade de precipitações acima da média. Mesmo assim, foi surpresa para muita gente. E o pior: durante a madrugada, quando a cidade dorme. O volume de água mostrou o quão difícil é lidar com este tipo de evento.

Famílias do bairro Industrial perderam tudo. Conversei com uma dona de casa que foi resgatada pelo irmão quando a água já batia no pescoço. Dentro de casa a geladeira boiava. Não sobrou um só móvel seco. A perda é total e a família se abrigou na casa de familiares na Vila Rosa.

Quem não foi aos bairros pode ver o que foi o volume de água pela sujeira nos gradis da ciclovia, rente ao Arroio Luiz Rau. Em alguns pontos, mais de meio metro acima do leito. E olha que o "Arroio Preto" está com seu curso alargado, desde que o trensurb chegou ao Município. Não tivesse, a enchente teria sido pior.

Teve, ainda, a queda de parte do muro da Escola Estadual Wolfram Metzler, no Centro.

Difícil, nesta hora, responsabilizar alguém. Por mais esforço que se faça, por mais que se cobre, convenhamos: não é nada fácil escoar em uma hora chuva esperada para um mês todo. Alia-se a isso, avanço das cidades para as partes mais baixas – onde os problemas são mais graves – e as ruas cada vez mais asfaltadas, o que impede a absorção da água pelo solo e transforma estas vias em verdadeiros dutos.

Sim, os facilitadores para o problema existem, mas o poder público precisa agir.

Se, ao longo da história, um dique é construído para evitar enchentes quando o rio sobe, é bem verdade que, em dias como hoje, a casa de bombas (esta junto ao Arroio Gauchinho), que leva a água do arroio para o outro lado do dique, precisa funcionar a pleno.

O momento agora é de reconstrução, seja para quem perdeu tudo, seja para Prefeitura, que terá pela frente a tarefa de recuperar os estragos deixados pela enxurrada e ainda auxiliar as famílias prejudicadas. Também é preciso se planejar. Sai ano, entra ano, sai governo, entra governo, e os problemas se repetem. Uma hora têm que acabar.

Após 28 anos, Téo Reichert se desfilia do PDT de Novo Hamburgo

Carta de desligamento foi entregue esta manhã ao presidente Antônio Lucas; motivo é o rumo que o partido está tomando.

Téo Reichert e Vera Lúcia Oliveira Preste bem atenção nesta história: 28 anos filiado, três mandatos como vereador, prefeito por oito dias, presidente do Diretório em duas ocasiões. O personagem é Téo Reichert, e o partido o PDT. Pois este casamento chegou ao fim na manhã desta sexta-feira (08.03). Téo procurou o presidente Antônio Lucas e entregou sua carta de desfiliação. O motivo é aquele que estamos carecas de saber: os rumos que o partido tomou em Novo Hamburgo.

Téo é elegante quando perguntado o motivo da desfiliação. "Não quero fazer comentário, porque tenho grandes amigos no PDT." Mas o complemento da ideia revela todo o descontentamento. "Não quero criar polêmica, mas chegou a hora de sair."

Agora ex-filiado, Téo Reichert diz que o PDT perdeu credibilidade e tudo que tem acontecido o deixou magoado. Tanto é que sua esposa, Vera Lúcia Araújo Oliveira, há mais de 25 anos filiada, também deixou a sigla.

Patrão do CTG Terra Nativa, os rumos de Téo estão definidos: por enquanto ele não se filia a um novo partido, uma vez que decidiu não mais concorrer a cargos eletivos. Já Vera poderá escolher uma nova sigla e não descarta tentar uma vaga na Câmara de Vereadores no próximo ano.

Lucas Redecker quer Frente Parlamentar pela extensão da BR-448

Deputado gaúcho coleta assinaturas nesta segunda-feira na Câmara dos Deputados.

Lucas Redecker coleta assinaturas para Frente Parlamentar da BR-448 Criar uma Frente Parlamentar de Apoio à Extensão da BR-448 é a meta desta semana do deputado federal Lucas Redecker (PSDB). O tucano viajou na madrugada desta segunda-feira para Brasília e durante o dia estava coletando assinaturas que viabilizem a proposta. O também gaúcho Giovani Feltes (MDB) já assinou (foto).

A BR-448 é importante alternativa à BR-116. Teve o primeiro trecho, de 22 quilômetros, entre Sapucaia do Sul e Porto Alegre, inaugurado em 2014. Desde lá a região luta pela extensão até a RS-240, em Portão, e posteriormente até a BR-116, entre Novo Hamburgo e Estância Velha.

A Frente Parlamentar proposta por Redecker vai articular em Brasília recursos para estudo de viabilidade e, posteriormente, para a obra.

Delegado Zucco presidirá o PSL de Novo Hamburgo

.

Refundado em 2015 por Rogério Müller, o PSL de Novo Hamburgo começou a tormar forma mesmo no ano passado, a partir da eleição do presidente Jair Bolsonaro. Depois de algumas idas e vindas, com três grupos tentando assumir o comando, houve um acordo e o delegado de polícia Rodrigo Zucco deverá assumir a presidência. O vice-presidente Paulo Lopes e o colaborador João Cariolato, integram o grupo de articulação e entendem que esta união dos grupos vai fortalecer o partido.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS