VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Questão de Gênero

Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia

Até agora o ano de 2019 já registra 141 mortes de LGBTs no Brasil.

Neste ano, até 15 de maio de 2019, já foram documentadas 141 mortes de pessoas LGBTs, sendo 126 homicídios e 15 suicídios. Foram 77 gays, 52 travestis e transexuais, 10 lésbicas e 2 heterossexuais (confundidos com gays), com idades entre 16 e 75 anos, tendo maior ocorrência pessoas entre 30 e 49 anos de idade, cujos 44 eram brancos, 37 pardos e 10 pretos.

Acerca das profissões das vítimas, 21 diferentes foram levantadas, com destaque para professores, cabeleireiros e profissionais do sexo, sendo que os estados do Brasil mais violentos estão sendo São Paulo, Bahia, Pará e Rio de Janeiro. Sobre o local de morte, 36 ocorreram na própria residência, 28 em vias públicas e 7 em matagais, e as causas das mortes são 39 por arma branca, 22 por arma de fogo, 13 por espancamento e 8 por estrangulamento.

glag

Estes são dados do Relatório Parcial por Ocasião do Dia Internacional com a Homofobia do Grupo Gay da Bahia, que há 39 anos pesquisa sobre assassinatos LGBTs no país. A expectativa é que tais dados, que confirmam ser o Brasil o campeão mundial de mortes de LGBT, contribuam para que a LGBTfobia seja equiparada legalmente ao crime de racismo e se consiga erradicar a prática, que neste início de ano levou à morte um LGBT a cada 23 horas.

Enquanto isso, aguardamos o Superior Tribunal Federal voltar a analisar, no dia 23 de maio, as punições que podem ser aplicadas por discriminação motivada pela identidade ou orientação sexual, no intuito de criminalizar a homofobia comparando ao crime de racismo. Para saber mais sobre o Projeto de Lei nº 860 de 2019, clique aqui.

Vamos falar sobre... Homens?

Série mostra vivências e questionamentos de homens contemporâneos.

A série de oito episódios "Homem?" aborda o universo masculino por meio do humor, sendo criado e protagonizado por Fábio Porchat, que interpreta Alexandre, um publicitário que sofre de impotência sexual. A estreia ocorreu em 18 de março no canal Comedy Central, sendo exibido todas as segundas-feiras às 22h.

O enredo se centra em quatro amigos, por volta dos trinta e poucos anos, que estão sempre falando de mulheres, bebendo e se gabando de suas conquistas. Mas pela primeira vez em suas vidas, eles devem enfrentar um problema para o qual não conseguem encontrar uma solução: um deles está broxa. Nada funciona: nem o médico, nem o Viagra, nem a terapia.

O programa é como uma versão masculina de “Sex and the City”, em que as roupas bonitas e o sonho de se casar com um príncipe são deixados de lado e se levantam os questionamentos: O que os homens querem? O que os homens podem fazer? O que está acontecendo com os homens na era da masculinidade tóxica? Este é um drama de comédia tentando encontrar, se não as respostas, pelo menos o caminho.

Para assistir a todos os episódios completos, clique aqui no Canal Comedy Central.

Trajetórias de Mulheres Fantásticas

Série de animação do programa Fantástico da Rede Globo.

Desde o domingo dia 10 de março de 2019 o programa televisivo Fantástico, da Rede Globo, começou a exibir um quadro chamado Mulheres Fantásticas. Trata-se de cinco episódios escritos, roteirizados, ilustrados, animados, produzidos e editados por um time totalmente feminino, que apresentam a trajetória de lutas de Malala Yousafzai, Dona Ivone Lara, Hedy Lamarr, Yusra Mardini, Frida Khalo e Maria Quitéria.

Os vídeos curtos, em forma de desenho animado e com pouco mais de um minuto, são narrados por personalidades como Taís Araújo, Iza, Fernanda Torres, Fernanda Gentil, Vera Holtz e Glória Pires, servindo de inspiração para a família toda, principalmente para as meninas. Confira abaixo um vídeo que mostra um making of da série:

Para assistir a todos os episódios, basta clicar abaixo:

1 – Malala Yousafzai: Tais Araújo apresenta a paquistanesa Malala Yousafzai, mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz e ativista defensora da educação de mulheres e meninas. Estude como uma garota.

2 – Dona Ivone Lara: Iza narra a vida e a carreira da rainha do samba Dona Ivone Lara. Faça samba como uma garota.

3 – Hedy Lamarr: Fernanda Torres narra a vida da atriz e inventora Hedy Lamarr Invente como uma garota.

4 – Yusra Mardini: Fernanda Gentil narra a vida da campeã olímpica e refugiada síria Yusra Mardini. Salve vidas como uma garota.

5 – Frida Kahlo: Vera Holtz narra a vida da pintora Frida Kahlo. Faça arte como uma garota.

6 – Maria Quitéria: Glória Pires narra a vida da heroína Maria Quitéria. Lute como uma garota.

Globo

Vozes Femininas do Paranhana

Livro reúne textos de doze escritoras da região.

Hoje está sendo lançado um livro que reúne contos, crônicas, fábulas e poemas de doze mulheres escritoras da região, moradoras dos municípios de Campo Bom, Ivoti, Parobé, Rolante, Taquara e Três Coroas. A obra, cujo evento de lançamento acontece na FACCAT, em Taquara, foi organizada pela professora da instituição Luciane Maria Wagner Raupp.

A ideia para Vozes Femininas do Paranhana surgiu a partir de um projeto de pesquisa cujo objetivo era conhecer as escritoras da região, intitulado “Cartografias literárias: vozes femininas do Paranhana”. Algumas das escritoras entrevistadas no estudo começaram a se reunir na faculdade com o desejo de publicarem juntas seus textos em uma antologia.

VFP

As temáticas da obra revelam olhares femininos sobre conflitos entre a profissão e a maternidade, a busca pela identidade, os conflitos amorosos e/ou familiares, os valores em trânsito, o erotismo, a sensualidade, a sexualidade, entre outros. Participam do livro Ana Claudia da Silva Nascimento de Sá, Camila Roberta Lahm Vieira, Clair dos Santos Wilhelms, Inge Dienstmann, Krishna Grandi, Luciane Maria Wagner Raupp, Natália Geib, Nicole Carina Siebel, Nubiana Salazar, Roseli Santos, Suzana da Silva Souza e Tania Elaine Lahm.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS