VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Motores

T-Cross: confira como anda o SUV da Volkswagen

Desempenho esportivo é destaque da versão topo de linha Highline, testada em Belo Horizonte.

Belo Horizonte - Antes tarde... do que mais tarde. Demorou exatos 16 anos, mas agora a Volkswagen finalmente tem um SUV compacto para chamar de seu. Um dos lançamentos mais aguardados dos últimos tempos, o T-Cross chega às lojas no final de março com credenciais que podem levá-lo à liderança do segmento, repleto de concorrentes – a começar pelo Ford EcoSport, que popularizou o segmento a partir de 2003. Como é um carro novo, o interesse sobre seu desempenho, dirigibilidade e espaço interno é muito grande. Confira agora as primeiras impressões.


O test-drive ocorreu em Belo Horizonte, no último dia 13, durante o lançamento para a imprensa. Saindo do bairro Belvedere, uma belíssima estrada sinuosa leva à cidade de Brumadinho, tristemente conhecida em todo o País pela tragédia na barragem. O destino final é a Serra da Moeda, que se eleva a 1,5 mil m em relação ao nível do mar e que os mineiros ‘‘modestamente’’ chamam de Topo do Mundo – quando todos achavam que era o Monte Everest.

E para chegar ao Topo do Mundo, nada melhor do que a versão topo de linha Highline, a única disponível no evento, equipada com o 1.4 250 TSI Total Flex de 4 cilindros e 150 cv (a 5.000 rpm). O desempenho prometido pela montadora é comprovado já nas primeiras aceleradas.


O turbo e a injeção direta desenvolvem torque máximo de 25,5 kgfm, que chega bem cedo, a apenas 1.400 rpm. Resultado: basta pisar pouco para o carro ganhar velocidade rapidamente. Nesta versão, conforme medições da fábrica, são necessários apenas 8,7 s para sair da imobilidade e chegar aos 100 km/h, um pouco mais rápido que o Jetta, que usa o mesmo motor e necessita de 8,9 s para cumprir a prova. Já a velocidade máxima é de 198 km/h, menor que a do sedã (210 km/), e seu peso totaliza 1.292 kg (39 kg a menos que os 1.331 kg do Jetta). Quando é selecionado o modo Esportivo, é alterada a curva do acelerador e é preciso pisar ainda menos para sentir as reações.


Capricho nos detalhes

O painel de linhas horizontais é praticamente o mesmo do Polo e agrada não só pelo visual, mas pelos materiais de boa qualidade empregados na Highline. O capricho também é percebido nos encaixes precisos.

Conforto e pouca oscilação da carroceria

Dono de um projeto moderno, o T-Cross brasileiro é lançado simultaneamente com os mercados alemão e chinês. A Engenharia da Volkswagen fez a lição de casa também na hora de ajustar a suspensão, aprovada com nota 10. A consequência é uma calibragem firme, que não permite rolagem excessiva da carroceria, com boas doses de conforto. Correções de trajetória podem ser feitas com rapidez e segurança. Para isso, ajudam bastante o controle de estabilidade (ESC) e o XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), que atua automaticamente nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos e permitindo uma transferência do torque do motor às rodas externas. ‘‘É como se houvesse uma força puxando o carro para dentro da curva, aumentando a segurança’’, explica o gerente de Engenharia da montadora, José Loureiro. A direção elétrica é bastante leve e precisa.

A posição elevada de dirigir, tão desejada pelos brasileiros, ajuda a visualizar a estrada e eventuais buracos. Graças à qualidade de manufatura e à modularidade da plataforma MQB, o T-Cross transmite uma grande solidez em pisos irregulares, aspecto valorizado por quem é apaixonado por carros.

Bom espaço interno

Com 4,19 m de comprimento, modelo tem 2,65 m de entre-eixos, que se traduzem em um ótimo espaço para as pernas de quem vai atrás. SUV tem 1,57 m de altura e 1,76 m de largura. No porta-malas, vão 420 l de bagagens (no EcoSport, são 356 l).

A receita da potência: turbo aliado à injeção direta

O 1.4 250 TSI está acoplado à transmissão automática tradicional de seis marchas com função Tiptronic, dona de ótimo escalonamento e que atua com suavidade. As médias de consumo são interessantes, segundo a montadora: 11 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, ambas com gasolina. As demais versões vêm com o motor 1.0 200 TSI Total Flex de três cilindros. São 128 cv com etanol e 116 cv com gasolina, além de torque máximo de 20,4 kgfm (200 Nm). Para esse propulsor, existem duas opções de câmbio, ambas de seis marchas: manual (apenas na 200 TSI) ou a automática com função Tiptronic, que também conta com as aletas no volante (shift paddles). Nenhuma dessas configurações estava disponível para test-drive. Então, a grande expectativa é sobre o desempenho do 1.0 de 128 cv. No Polo esse powertrain funciona muito bem, mas é preciso ressaltar que o hatch é 145 kg mais leve que o SUV. Só resta aguardar...

Viagem a convite da Volkswagen

OS PREÇOS


200 TSI Manual: R$ 84,99 mil

200 TSI Automática: R$ 94,49 mil

Comfortline 200 TSI Automática: R$ 99,99 mil

Highline 250 TSI Automática: R$ 109,99 mil

Fonte: Volkswagen

Jeep Renegade homenageia o Willys

Série especial começa a ser vendida por R$ 146,99 mil .

Uma homenagem a um veterano de guerra que se popularizou nas ruas de todo o mundo. O Renegade ganha a série especial Willys. A pré-venda está aberta e cada uma das 250 unidades disponíveis custa R$ 146,99 mil.

Baseada na versão Trailhawk, equipada com motor turbodiesel de 170 cv, a novidade recebe inscrições “Willys” nos para-lamas dianteiros e “4-Wheel Drive” na tampa traseira. Ainda há os símbolos “Oscar Mike” – estrelas estilizadas que remontam ao lema militar “em missão” ou “em movimento” – nas colunas C e também bordados nos bancos dianteiros.


Na alça à frente do passageiro, no painel, uma plaqueta indica a numeração dentro da série limitada. Cada comprador vai ganhar uma jaqueta Jeep Gear, cantil e maleta no formato de galão de combustível (“jerry can”).

Carroceria verde recon


A carroceria é pintada na cor verde recon, combinada a várias peças externas com acabamento escuro, como rodas, emblemas, molduras de grade e para-choques e capas de retrovisores.

T-Cross: conheça os conteúdos completos de cada versão

SUV compacto da Volkswagen estará nas lojas em março, mas pré-venda já começou.

Um dos lançamentos mais aguardados de 2019, o T-Cross chega ao mercado brasileiro em quatro versões, todas equipadas com motores TSI, por preços que começam em R$ 84,99 mil e vão até R$ 109,99 mil.


As configurações são a 200 TSI (a única equipada com o câmbio manual de seis marchas), 200 TSI Automática, Comfortline 200 TSI Automática e Highline 250 TSI Automática, todas essas equipadas com o câmbio automático de seis marchas. E há uma novidade especial: o pacote First Edition, edição limitada oferecida no período de lançamento do carro e que traz itens exclusivos.

Pacote First Edition

Para celebrar a chegada do T-Cross, a Volkswagen preparou um pacote especial limitado a 1.000 unidades da versão Highline 250 TSI, com três opções de cores para a carroceria – bronze namíbia, branco puro e laranja energético.

O First Edition estará disponível para o período de pré-venda e tem preço de R$ 7,5 mil. Inclui teto, colunas (“A” e “C”) e retrovisores pintados na cor preto ninja, rodas em liga-leve aro 17’’ na cor preta com superfície diamantada, painel totalmente digital (Active Info Display), seletor de modo de condução e sistema de infotainment Discover Media, com navegador via satélite, tela colorida de 8’’, comando por voz e entrada USB no console central, além do sistema de som Beats.

Ao adquirir o First Edition, é possível complementá-lo com o pacote Tech for First Edition (R$ 4,2 mil), com o sistema Park Assist 3.0 e faróis full-LED, e com o teto solar panorâmico Sky View (R$ 4,8 mil).


200 TSI: R$ 84,99 mil
Equipada com câmbio é manual de seis marchas, traz, de série controle de estabilidade (ESC), seis air bags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função Coming & Leaving home, faróis de neblina com função cornering, luzes de condução diurna em LED, lanternas em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional.


Como opcional, o pacote Interactive I inclui sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque de 6,5” e App-connect, dois alto-falantes adicionais (além dos quatro de série), câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento (sensores traseiros são de série).

200 TSI Automático: R$ 94,49 mil
Além do câmbio automático de seis marchas, vem com controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido em couro com “shift paddles”, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque (“touchscreen”) de 6,5’’ e App-Connect. Visualmente, se diferencia da 200 TSI pela grade dianteira em preto brilhante e pelo logotipo “Automatic” na tampa do porta-malas. Há apenas um pacote de opcionais, o Interactive II, que inclui câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.

Comfortline 200 TSI automática: R$ 99,99 mil
Adiciona ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus (RKA), manopla da alavanca de câmbio revestida em couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas, rodas em liga-leve aro 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento (além dos traseiros) e frenagem automática pós-colisão. Essa versão se diferencia da 200 TSI Automática pelos detalhes cromados na grade dianteira (que é pintada em preto brilhante), colunas centrais (“B”) na cor preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados na região inferior. O revestimento interno é na cor azul escuro e há insertos decorativos no painel.


Para essa versão há quatro pacotes opcionais. O Exclusive & Interactive inclui sistema de infotainment Discover Media com navegador via satélite, tela de 8’’, comando por voz e entrada USB no console central, iluminação ambiente em LED, seletor do modo de condução, sistema Kessy de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão, espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete. O pacote Sky View II traz o teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular. O pacote Design View agrega bancos em couro com detalhes na cor marrakesh brown e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia.
O quarto pacote, Premium, traz o sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som Beats com subwoofer.



Highline 250 TSI Automática: R$ 109,99 mil
Agrega bancos revestidos em couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, start&stop (que desliga/liga o motor quando parado em semáforos, por exemplo) e sensores de chuva e crepuscular. Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida em couro e cobertura dos pedais de alumínio.


Há três pacotes opcionais para essa versão: o Innovation traz o painel totalmente digital (Active Info Display), Discover Media com navegador via satélite, tela colorida de 8’’, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução.

O opcional Sky View inclui o teto solar panorâmico. E o pacote Tech&Beats engloba o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e o sistema de som Beats com subwoofer.

T-Cross tem preço inicial de R$ 84,99 mil

Serão 800 unidades na pré-venda, com entregas previstas para março. Versão topo de linha Highline custa R$ 109,9 mil .

transport concept of empty concrete small narrow car road between green trees in mountain nature scenery environment  and space for copy or text; Shutterstock ID 1156737319; Ordem de Compra/ID: -; Cliente e Job: -; CNPJ do Cliente: -; Data de Vencimento (Nota): -

Ao abrir a pré-venda do T-Cross, no dia 19, a Volkswagen revelou o preço das versões do seu SUV compacto: a 200 TSI sai por R$ 84,99 mil, a 200 TSI automática por R$ 94,49 mil, a Comfortline 200 TSI automática por R$ 99,99 mil e, a topo de linha Highline 250 TSI automática, por R$ 109,99 mil. Fabricado na unidade de em São José dos Pinhais (PR), que comemora 20 anos, começa a ser entregue em março.


Neste primeiro momento, são 800 unidades disponíveis – a 200 TSI é única a trazer o câmbio manual de seis marchas, enquanto as demais vêm equipadas com o automático de seis velocidades. A pré-venda é feita exclusivamente por meio do site vw.com.br/prevenda. O interessado deve acessar o site, preencher um cadastro e realizar o pagamento da entrada de R$ 5 mil para confirmar a reserva. Feito isso, será contatado pela Volkswagen para receber mais informações e concluir o pagamento. Para o período de pré-venda o Banco Volkswagen elaborou um plano de financiamento com taxa de 0,99%, com entrada de 50% do valor do veículo e o saldo dividido em 24 parcelas.

Quem comprar o T-cross na pré-venda vai ganhar brindes. A Comfortline 200 TSI trará o VW Connect (plataforma digital que conecta as principais informações do veículo em um aplicativo) e um cooler personalizado. Além do VW Connect e do cooler, a Highline tem como brinde uma bicicleta dobrável da marca.

Duas opções de motor TSI


O carro tem exclusivamente motores TSI, que combinam injeção direta de combustível e turbo para entregar alta eficiência energética. O 200 TSI Total Flex desenvolve potência de até 128 cv com etanol e 116 cv com gasolina, com torque máximo de 20,4 kgfm (200 Nm). Esse motor pode ser combinado a duas opções de câmbio, ambos de seis marchas: manual (apenas na versão 200 TSI) ou automática com função Tiptronic, que também conta com as aletas no volante (shift paddles).


O motor 250 TSI Total Flex da Highline gera 150 cv, com gasolina ou etanol e torque de 25,5 kgfm (250 Nm), combinado somente à transmissão automática de seis marchas com função Tiptronic. Nessa configuração, segundo dados da montadora, a aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em 8,7 s e a máxima é de 198 km/h. O consumo prometido é de 11 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada.


Estacionamento automático

O modelo oferece painel de instrumentos totalmente digital (Active Info Display), seletor de perfil de condução, Controle de Estabilidade (ESC) de série, bloqueio eletrônico do diferencial, Park Assist 3.0, suporte para smartphone no painel, quatro entradas USB (inclusive para o banco traseiro), iluminação ambiente em LED e acabamento com apliques decorativos no painel. Também conta com faróis full-LED, seis air bags, saída de ar-condicionado para o banco traseiro e teto solar panorâmico. A Highline 250 TSI pesa 1.292 kg e tem porta-malas com capacidade para 448 kg de carga útil.

OS PREÇOS:

200 TSI: R$ 84,99 mil
200 TSI automática: R$ 94,49 mil
Comfortline 200 TSI automática: R$ 99,99 mil
Highline 250 TSI automática: R$ 109,99 mil

Fonte: Volkswagen

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS