Publicidade
Cotidiano | ABC Pra Você | Viver com saúde Proteja sua pele

Absorção de Vitamina D não altera com uso de protetor solar

Médica ainda fala sobre os riscos da superdosagem, o que pode levar inclusive ao surgimento de câncer no pâncreas

Publicado em: 10.06.2021 às 06:02

Vitamina D é um pró-hormônio que atua no bom funcionamento do sistema imunológico Foto: Adobe Stock
Nestes dias frios e com o inverno se aproximando e sinalizando dias ainda mais gelados, a maioria das pessoas acaba passando mais tempo dentro de casa, protegendo-se da baixas temperaturas, além de prosseguir com as regras de distanciamento social neste período de pandemia. Esses fatores diminuem drasticamente a exposição solar, fundamental para o organismo obter a vitamina D. Por isso, os casos de hipovitaminoses acabam aumentando durante os meses mais frios.

"A vitamina D é um pró-hormônio que atua no bom funcionamento do sistema imunológico, auxilia na absorção de cálcio pelos ossos e possui ação positiva sobre o sistema muscular. Para o organismo obter a vitamina D, a exposição solar é fundamental, uma vez que 80% desta absorção pela pele é ativada pelo sol", destaca o médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Durval Ribas Filho.

Porém, diante da deficiência desta importante vitamina, muitos mitos vêm sendo criados, principalmente os que envolvem o uso do protetor solar e a suplementação, que nunca deve ser feita por conta própria e de maneira exagerada.

Busque o médico

A primeira orientação da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Secção RS é para que, antes de iniciar suplementação de vitamina D, seu médico seja sempre consultado. O tema foi abordado em live recente promovida pela SBD-RS com a participação da dermatologista Tania Cestari.

É fato que a vitamina D, quando em níveis adequados no organismo, ajuda no fortalecimento da imunidade e o combate de doenças. Porém, o primeiro mito a ser desfeito é o de não usar o protetor solar com a errada pretensão de tornar mais eficiente a absorção da vitamina D durante a exposição ao sol.

Não deixe de usar o protetor solar

"Estudos já mostraram que o uso criterioso de filtro solar diariamente, mesmos aqueles de amplo espectro UV, tem impacto mínimo nos níveis de vitamina D. Então, não é certo suspender o uso do protetor solar, até porque ao se expor sem a proteção, estamos aumentando o risco do desenvolvimento do câncer de pele, especialmente em pacientes com tendência a estes tumores. Também alertamos que a aplicação do filtro solar em quantidade menor do que o ideal reduz a eficácia", diz Tania.

Em relação ao uso da vitamina D na melhora da imunidade, a médica explanou que "tanto a radiação ultravioleta como a vitamina D usam a mesma via de ativação da imunidade nata e produzem vários tipos de peptídeos que atuam na imunossupressão. Então, já é sabido que várias infecções virais podem piorar durante o inverno, período em que nossos índices de vitamina D estão um pouco mais baixos."

Além de gripes, a Vitamina D pode auxiliar o combate a doenças cardíacas, câncer, osteoporose e diabete.

Alerta à intoxicação

Outro alerta da médica é para os casos de ingestão exagerada da Vitamina D por pessoas que temem a contaminação da Covid-19. Níveis acima de 150ng/mL ou 500000 Ul/dia são tóxicos. A intoxicação por Vitamina D leva a sintomas não específicos como náuseas, vômitos, prisão de ventre, perda de peso e fraqueza. O excesso de vitamina D causa hipercalcemia grave, que pode levar a litíase renal, arritmia cardíaca e manifestações neurológicas. Além disso, níveis elevados cronicamente podem estar relacionados a maior risco de câncer pancreático.

"A Vitamina D vem de diferentes fontes, as principais a alimentação e a produção endógena, que é via exposição solar. Sol em baixas doses ajuda a repor a vitamina D sem dano grave ao DNA."


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.