Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | ABC Pra Você | Viver com saúde Saúde

Hérnias não desaparecem e precisam ser retiradas

Cirurgião lembra que, mesmo sem dor, paciente deve tratá-las

Por Adriana Lima
Publicado em: 22.11.2021 às 06:12

O tratamento de hérnias ainda é um assunto que suscita muitas dúvidas. O cirurgião-geral e especialista em videocirurgia, João Couto Neto, explica que a hérnia não é apenas uma saliência com a qual você pode conviver.

"Se detectar uma hérnia ou observar qualquer irregularidade em seu corpo, não hesite em procurar ajuda médica. Marque uma consulta e faça um diagnóstico para que, com o tratamento adequado, você possa resolver o problema antes que ele possa evoluir e tornar-se algo muito mais sério", alerta.

O cirurgião acrescenta que as hérnias não desaparecem naturalmente. "A única forma de curar é fazendo uma cirurgia de reparação", diz.

E informa que "a boa notícia é que hoje estes procedimentos são feitos com o uso de técnicas minimamente invasivas, que tornam a recuperação e a volta à vida normal muito mais rápida".

Mesmo quando não provocam dores, as hérnias devem ser tratadas e observadas por um médico especializado, que, junto com o paciente, vai decidir o melhor momento de fazer uma cirurgia de reparação, destaca Couto. "Uma hérnia sem dores é uma cirurgia eletiva, que pode ser agendada de acordo com a disponibilidade de agenda do paciente e do médico. Mas, lembre-se: hérnias sempre devem ser retiradas", reforça o cirurgião.

É necessária internação hospitalar?

João Couto Neto, cirurgião-geral
João Couto Neto, cirurgião-geral Foto: Marcos Quintana
"Há diferentes técnicas de reparo de hérnias e a decisão sobre qual será usada vai é definida em cada caso, o que depende do tamanho, localização e complexidade da hérnia. Para hérnias menores, o procedimento pode ser feito com anestesia local e sedação. Para as maiores e mais complexas, é possível que seja necessário anestesia geral e internação hospitalar. Mas o mais comum é um procedimento rápido, minimamente invasivo e com alta no mesmo dia", explica João Couto.

Centro de expertise

Referência em várias áreas da cirurgia-geral, João Couto Neto coordena um centro de expertise em tratamento de hérnias. "Somos um centro de estudos de procedimentos e tecnologias para tratamentos de hérnias abdominais. Temos conhecimento e experiência que nos credenciam a afirmar com segurança que temos as melhores técnicas para estes procedimentos do Sul do País", ressalta.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.