Informe Publicitário Educa Mais Brasil

Profissionais da Biomedicina ganham destaque por trabalho na pandemia

Diversos profissionais ganharam visibilidade, um deles é o biomédico

Publicado em: 20.11.2020 às 20:26

A pandemia do novo coronavírus trouxe com ela a visibilidade para diversos profissionais que atuam para combater o vírus e novas oportunidades de atuação. Foto: Divulgação/Educa Mais Brasil
Muito se fala sobre a Covid-19. Causas, sintomas, prevenção, vacinas. Por isso, os profissionais da saúde de todo o mundo estão trabalhando em busca da cura do novo coronavírus. Entre eles, o biomédico, profissional responsável pelas pesquisas acerca da origem e do combate ao vírus. “No cenário atual, diversos profissionais da área estão à frente das pesquisas para a vacina e tenho certeza que o resultado será positivo. O mercado está promissor”, revela o biomédico patologista e docente, Paulo Costa, 30.

A pandemia do novo coronavírus trouxe com ela a visibilidade para diversos profissionais que atuam para combater o vírus e novas oportunidades de atuação. O mercado de trabalho vem aumentando para os biomédicos, principalmente os de patologia clínica, porque a demanda vem crescendo na área de análises clínicas.
No Brasil, temos nomes como o da biomédica Jaqueline Goes de Jesus e do biomédico Claudio Tavares Sacchi, que foram responsáveis pela equipe que mapeou o genoma do novo coronavírus no país e possibilitou o sequenciamento do vírus em tempo recorde, 48h, enquanto que no resto do mundo o tempo médio para o procedimento ser realizado é de 15 dias.

O profissional de Biomedicina pode atuar em diversas áreas. Por isso, na pandemia, esses profissionais ganharam destaque. Para além do combate ao vírus, as descobertas acerca das doenças relacionadas ao coronavírus ou não são inúmeras. Por ter diversas vertentes, como a virologia, microbiologia, parasitologia, os biomédicos podem atuar com a saúde pública.

Dr. Paulo Costa, Biomédico Foto: Acervo pessoal
Formado há sete anos, o Dr. Paulo Costa, que tem MBA em Gestão da Saúde Pública, ressalta a importância em se qualificar para enfrentar o mercado de trabalho. “Não me vejo em outra profissão, tenho amor pelo que faço e acredito que para ser reconhecido como profissional, primeiro você precisa amar o que faz e se capacitar a cada dia mais. Com o passar do tempo, novas tecnologias, novas descobertas fazem com que as especializações sejam necessárias para o profissional se destacar no mercado de trabalho”, conclui.

Dia Nacional do Biomédico

Hoje (20), é comemorado o dia Nacional do Biomédico. A data é comemorada no Brasil, desde 2006 quando foi instituído através do Decreto de Lei nº 11.339. De acordo com o Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), os seis conselhos regionais da classe já somam cerca de 50 mil profissionais registrados e, pelo menos, 11 mil estudantes matriculados nos mais de 220 cursos espalhados no país.

Além de atuar também na área da genética, reprodução humana e interpretação de resultados de exames clínicos para diagnóstico, o biomédico é responsável pelo estudo dos microrganismos que causam doenças e através de pesquisas, buscam formas de tratamento, como por exemplo, vacinas e medicamentos.

A Biomedicina é uma área científica que tem como base a Biologia e a Medicina. Desenvolvida para compreender as causas, sintomas e consequências das doenças, lida com detecção de anomalias em amostras de sangue, de alimentos, de plantas, de tecido animal ou humano e demais materiais biológicos que possam ser analisados em laboratório.


Receba notícias diretamente em seu e-mail! Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.