Informe Publicitário Educa Mais Brasil

Prouni 2021 abre inscrições para mais de 162 mil bolsas de estudo

Nesta primeira desse ano serão consideradas apenas notas do Enem 2019

Publicado em: 13.01.2021 às 15:04 Última atualização: 13.01.2021 às 15:05

O Programa Universidade para Todos (Prouni) abriu processo seletivo com 162.022 bolsas de estudo, parciais e integrais. As vagas são referentes ao primeiro semestre de 2021. As inscrições poderão ser realizadas até as 23h59 da sexta-feira, 15 de janeiro, no site do programa. O resultado da primeira chamada do Prouni será divulgado no dia 19 desse mês.

Do total de vagas, 76.855 são destinadas para bolsas integrais, que cobrem os valores totais das mensalidades durante todo o curso, e 85.167 para as bolsas parciais, que correspondem a metade dos valores das mensalidades. O Prouni é um programa do governo federal que possibilita o acesso a cursos de graduação em faculdades particulares de todo o país.

Para se candidatar as vagas do Prouni 2021.1, é necessário inserir os dados do cadastro (login e senha) realizado no portal de serviços do governo federal (acesso.gov.br). Caso ainda não tenha feito o cadastro ou não lembra a senha cadastrada, já é possível providenciar o cadastro ou a recuperação da senha.

Quem pode participar do Prouni 2021.1

A classificação do Prouni é feita com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais atual, mas devido à pandemia do coronavírus, apenas para o processo seletivo do Prouni 2021.1 serão utilizadas, excepcionalmente, as notas do Enem de 2019. O candidato precisa ter alcançado, no mínimo, 450 pontos na parte objetiva e não ter zerado a redação.
Além disso, é necessário atender a pelo menos uma das seguintes condições:
• ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou;
• ter cursado o ensino médio em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da instituição;
• ser pessoa com deficiência;
• ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrar o quadro de pessoal permanente de instituição pública.
*com informações do Ministério da Educação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.