Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Mundo EM ALERTA

Argentina tem o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos

Segundo o governo argentino, morador da província de Buenos Aires apresentou feridas pelo corpo e febre após voltar de uma viagem à Espanha; ele está isolado e passa por tratamento

Por Da redação
Publicado em: 23.05.2022 às 15:31 Última atualização: 23.05.2022 às 17:12

Neste domingo (22), o Ministério da Saúde da Argentina confirmou o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos em um morador da província de Buenos Aires. De acordo com as autoridades, o paciente apresenta febre e pequenas feridas em diferentes partes do corpo, mas tem quadro de saúde estável e passa por tratamento em isolamento.

Argentina tem suspeita de varíola dos macacos
Argentina tem suspeita de varíola dos macacos Foto: Reprodução/Wikipédia
Em nota, a pasta disse que o homem esteve recentemente na Espanha, que está na lista da Organização Mundial da Saúde (OMS) de países com casos suspeitos ou confirmados. Espanha, Reino Unido e Portugal são os países com mais casos, segundo a OMS. No Brasil, não há casos suspeitos ou confirmados até o momento.

O governo argentino afirma que, enquanto aguarda os resultados laboratoriais, uma equipe do Ministério Saúde realiza trabalho na província de Buenos Aires para coordenar ações clínicas, disgnósticas e epidemiológicas para confirmar ou descartar o caso, além de implementar ações para evitar uma possível transmissão.

O ministério da saúde recomendou que procurem ajuda médica os argentinos que apresentem sintomas compatíveis com a doença ou que tenham estado em viagem recente a países com casos suspeitos. Além disso, essas pessoas devem adotar isolamento, evitar frequentar locais como escolas, trabalho, eventos, entre outros. A pasta também recomenda o uso de máscara, distanciamento social e que mantenham os locais fechados ventilados.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.