Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo Novo Hamburgo

Avança projeto de farmácia para distribuição gratuita de produtos veterinários

Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo aprovou projeto de lei que cria Farmácia Veterinária Solidária. No entanto, redação final ainda será analisada

Por Da Redação
Publicado em: 21.06.2022 às 18:05

Por 9 votos a 3, a Câmara de Novo Hamburgo aprovou no começo da semana o projeto de lei que cria no município a Farmácia Veterinária Solidária. O texto é assinado pela vereadora Lourdes Valim (Republicanos). A proposta consiste na manutenção de local apropriado para o recebimento, triagem e armazenamento de doações de produtos de uso veterinário. Os itens coletados serão disponibilizados a famílias de baixa renda, organizações não governamentais e protetores de animais. Como foi aprovada com emenda, a matéria ainda deve ter sua redação final analisada nesta quarta-feira, 22, antes do envio para avaliação do Executivo.

Programa para animais de rua contará com Centro de Castração, médico veterinário, cadastro e microchipagem

Sob o nome de Programa Solidare Pet, o projeto prevê que a Farmácia Veterinária receberá doações oriundas da população, clínicas veterinárias, profissionais e empresas do segmento, bem como apreensões realizadas por órgãos da administração pública. Todos os itens passarão por um processo de triagem, no qual serão observados critérios como a qualidade do produto, integridade física e condições de validade. Fármacos com vestígio de violação da embalagem primária ou que não estejam registrados junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (exceção feita aos isentos de registro) serão descartados.

Lourdes Valim (Republicanos) relembrou uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que revela que no Brasil há mais de 30 milhões de animais abandonados, sendo 20 milhões de cachorros e 10 milhões de gatos. Segundo a parlamentar, em Novo Hamburgo são ao menos 36 mil pets vivendo nas ruas. A vereadora pediu a votação favorável ao seu projeto. E destacou que o serviço do Canil é muito importante, mas que a ação necessita de apoio de outras iniciativas.

Raizer Ferreira, líder do governo na Casa, pediu voto contrário ao projeto porque, dentre outros motivos, o considera inconstitucional, com vício de origem. Já Felipe Kuhn Braun (PP) lembrou que o projeto tem parecer favorável da Procuradoria Jurídica da Casa.

Entrega dos medicamentos

Além da distribuição gratuita para ONGs, protetores credenciados junto ao Município e famílias com renda mensal de até meio salário-mínimo por pessoa, os itens também poderão ser aproveitados para aplicação em animais sob os cuidados da Prefeitura ou entidades parceiras. A entrega dos medicamentos será condicionada à apresentação de prescrição veterinária. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.