Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País IDENTIDADE CONFIRMADA

Perícia aponta que indigenista Bruno Pereira foi baleado três vezes

Comparações entre exames odontológicos entregues pela família do indigenista e a arcada dentária recolhida pelos policiais federais confirmaram a identidade

Por Rayssa Motta/Estadão Conteúdo
Publicado em: 18.06.2022 às 14:46 Última atualização: 18.06.2022 às 14:50

A Polícia Federal (PF) informou, neste sábado (18), que o outro corpo encontrado na região do Vale do Javari, no Amazonas, é do indigenista Bruno Araújo. A identidade do jornalista britânico Dom Phillips já havia sido confirmada na sexta-feira.

Indigenista Bruno Pereira
Indigenista Bruno Pereira Foto: Reprodução/TV Globo
Comparações entre exames odontológicos entregues pela família do indigenista e a arcada dentária recolhida pelos policiais federais confirmaram a identidade de Bruno. O mesmo procedimento foi usado na identificação do repórter. No caso de Dom, houve ainda a análise de impressões digitais e caraterísticas físicas, método conhecido como "antropologia forense".

"Não existem indicativos da presença de outros indivíduos em meio ao material que passa por exames", diz o comunicado da Polícia Federal.

Causa da morte

Os peritos do Instituto Nacional de Criminalística de Brasília também apontaram que o repórter e o indigenista foram mortos a tiros: Bruno foi baleado três vezes, na cabeça e no tórax, e Dom, uma vez, no tórax.

Em nota, a PF disse que a morte do repórter foi causada por "traumatismo toracoabdominal por disparo de arma de fogo com munição típica de caça, com múltiplos balins, ocasionando lesões principalmente sediadas na região abdominal e torácica (1 tiro)".

Já Bruno Pereira, ainda segundo a Polícia Federal, sofreu "traumatismo toracoabdominal e craniano por disparos de arma de fogo com munição típica de caça, com múltiplos balins, que ocasionaram lesões sediadas no tórax/abdômen (2 tiros) e face/crânio (1 tiro)".

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.