Publicidade
Notícias | Região Arte e cultura

Oficina de cerâmica em Morro Reuter levará literatura para o Centro Múltiplo Uso

Durante a manhã de sábado (21), 25 pessoas passaram pelo local e deixaram sua marca na história do município

Por Débora Ertel
Publicado em: 21.11.2020 às 17:06 Última atualização: 23.11.2020 às 10:03

Mari Raquel Hartz, 32, ficou satisfeita ao ver o resultado da sua impressão Foto: Débora Ertel/GES-Especial
Da 27.ª Feira do Livro para o Centro de Múltiplo Uso de Morro Reuter. Esse será o caminho que as placas de cerâmica produzidas na Praça Municipal José Paulo Sabá Meyrer traçarão daqui em diante. Dentro da programação do evento, foi proposta uma única atividade presencial. As demais atrações foram organizadas de maneira virtual, pelas redes sociais da prefeitura. Foi um painel cerâmico com modelagem de placas coordenado pela artista plástica Anelise Bredow.

Durante a manhã de sábado (21), 25 pessoas passaram pelo local e deixaram sua marca na história do município. Isso porque Anelise vai esmaltar as obras e depois montar um grande painel, formado com 80 peças, junto ao Centro de Múltiplo Uso que ainda está em construção. Por conta disso, a oficina deve ter novas edições até o final do ano.

Para produzir as placas, além de argila, foram utilizados pequenos arbustos e flores que fazem parte da vegetação do município. Depois que o barro era moldado, a planta era impressa com o auxílio de um rolo de macarrão. Por fim, cada participante era convidado a escrever uma mensagem na cerâmica, além de seu nome. “Essa experiência me proporcionou uma viagem no tempo. Pois utilizei a margarida, que era o nome da minha avó, e a lavanda, flor símbolo de Morro Reuter. Achei que ficou muito bonito”, disse a professora Ana Maria Ferreira, 44 anos. Já a atendente de educação infantil Mari Raquel Hartz, 32, não conseguiu esconder a emoção ao ver como ficou o trevo de quatro folhas impresso na argila. “Que lindo! Vou escrever sorte aqui ao lado porque tem tudo a ver”, comentou. De acordo com ela, foi incrível poder deixar seu sentimento impresso na placa. Ainda apareceram na oficina as meninas Tereza Luisa Meyer, 10
Lara Zimmer Boufler, 9, e Isabela catarina Meyer, 8, que adoraram participar da atividade.

Segundo Anelise, todas as cerâmicas serão levadas para o seu atelier, colocadas no forno e ficarão com a cor branca, sendo que os desenhos serão pintadas de verde.
Além das lives com os escritores Leia Cassol, André Neves, Alcy Cheuiche, Heloisa Prieto, Antonio Schimeneck, Henrique Schneider, Carlos Alberto Klein e o patrono Luciano Pontes, a feira também teve lives com contação de histórias, shows, oficinas e painéis.

O evento começou na quinta-feira e teve seu encerramento no domingo com o espetáculo teatral As Aventuras do Fusca a Vela, do Grupo Ueba.

Sobre o Centro Múltiplo Uso

Iniciada em 1998, com recursos federais, a obra parou logo em seguida e teve uma parte retomada em 2005 e concluída em 2006. Nessa parte finalizada, funciona hoje a prefeitura. Já a estrutura restante, de 658,70 metros quadrados, contava apenas com as paredes erguidas. A obra foi retomada em setembro de 2019, sendo dividida em três lotes, e segue em andamento. Na semana passada, a prefeitura assinou o contrato para a execução do lote três, que prevê a construção de uma sala de múltiplo uso, com 221,91 metros quadrados, onde poderão ser realizadas reuniões, seminários e capacitações, entre outras atividades.


Quer receber notícias como esta e muitas outras diretamente em seu e-mail? Clique aqui e inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.