Publicidade
Notícias | Região Operação AI-Covid 3

Buscas nas prefeituras de Imbé e Tramandaí apuram pagamento de propina no combate à Covid

Ministério Público do RS também cumpre mandados nos executivos de Cidreira e Balneário Pinhal; ex-prefeito, vereador, secretários municipais e servidores públicos estão entre os alvos

Publicado em: 20.07.2021 às 07:57

Quatro prefeituras do litoral norte estão na mira do Ministério Público do RS na manhã desta terça-feira (20). O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Núcleo Saúde) cumpre 25 mandados de busca e apreensão em oito secretarias municipais de Cidreira, Imbé, Balneário Pinhal e Tramandaí.

Operação do MP/RS cumpre 25 mandados em quatro prefeituras do litoral norte Foto: Marcelo Kervalt/MPRS

São alvos da operação um ex-prefeito, um vereador, três secretários municipais, seis servidores públicos, um representante comercial, quatro empresários e três empresas. Os mandados de busca e apreensão se estendem para os endereços comerciais e residenciais dos investigados, todos em Balneário Pinhal, Canoas, Cidreira, Imbé, Porto Alegre, Tramandaí e Xangri-lá.

A ofensiva foi desencadeada para coibir possíveis práticas de preços abusivos, pagamento de propina e outras infrações à ordem econômica e popular nas compras de insumos laboratoriais e produtos médico-hospitalares para combate e prevenção à pandemia de Covid-19, com medidas cautelares que proíbem o representante comercial, os quatro empresários e as três empresas de contratarem com o poder público. Com o material apreendido, os promotores poderão aprofundar as investigações para responsabilizar os demandados.

Operação

A Operação AI-Covid 3, conduzida pelo secretário-executivo do Gaeco e coordenador do Sistema Integrado de Investigação Criminal (Siscrim), João Afonso Silva Beltrame, e pelo coordenador do Gaeco – Núcleo Saúde, Marcelo Dossena Lopes dos Santos, está sendo acompanhada pelo subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais do MPRS, Júlio César de Melo, e tem apoio dos promotores de Justiça de Tramandaí Karine Camargo Teixeira, Mari Oni Santos da Silva e Rodrigo Ballverdú Louzada, além da Brigada Militar.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.