Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região MONKEYPOX

Igrejinha reforça medidas de proteção contra varíola dos macacos após confirmação de primeiro caso

Secretaria Municipal de Saúde deve iniciar campanha de informação e conscientização sobre a doença

Por Carla Fogaça
Publicado em: 04.08.2022 às 21:58

Após a Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmar, na quarta-feira (3), o primeiro caso de varíola dos macacos em Igrejinha, o município redobra atenção para pacientes com qualquer sintomas da doença. Segundo o secretário de Saúde da cidade, Vinícius Wallauer, o homem de 48 anos, que está com a doença, não contraiu o vírus no município. “De acordo com a história clínica, o contágio não aconteceu em Igrejinha, caracterizando caso importado de monkeypox. Mas, mesmo assim, a equipe de saúde foi orientada pela vigilância epidemiológica de como proceder em casos suspeitos."

Lesões na pele semelhantes à catapora, evoluindo para pápula, vesícula e pústula são sintomas da varíola dos macacos
Lesões na pele semelhantes à catapora, evoluindo para pápula, vesícula e pústula são sintomas da varíola dos macacos Foto: Adobe Stock
A orientação da SES é que a população intensifique o uso de álcool em gel e higienização das mãos e objetos, pois se trata de uma doença viral. “Todos os nossos profissionais de saúde estão atentos aos surgimentos de novos casos e no fim de semana devemos iniciar uma campanha de informação e conscientização sobre a doença”, destaca Wallauer.

O secretário salienta, ainda, que a transmissão da varíola dos macacos ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama. “A primeira indicação para pacientes com suspeitas da doença é usar máscara e permanecer em isolamento. E a nossa saúde está trabalhando com busca ativa e monitoramento direto com o paciente e com todos que tiveram contato com ele”, acrescenta Wallauer.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.