Publicidade
Opinião Opinião

Luz do mundo

Por Marcos Schmidt
Publicado em: 14.09.2021 às 03:00

"O país divido em grupos que lutam entre si certamente será destruído". Isto foi dito por Jesus como exemplo para tratar do Reino de Deus.

Acusado pelos fariseus de estar endemoniado depois de expulsar demônios, o Salvador aponta para o que todos entendem - e que nós conhecemos muito bem. A Palestina sofria conflitos sociais com terríveis consequências descritas na história bíblica e secular. No meio disto, o extremismo religioso de judeus deletou o entendimento espiritual, coisas que só a fé absorve. Por isto, então, este exemplo de divisão política para Jesus dizer: Como eu posso ser do Diabo e lutar contra o próprio Diabo?

Noutra ocasião com Nicodemos, Jesus fez uma conexão parecida: "Se vocês não crêem quando falo das coisas deste mundo, como vão crer se eu falar das coisas do céu?" É que o religioso ouviu que ele precisava nascer de novo. Mas como? Voltar para a barriga da mãe? O fariseu não entendia nem de ciência nem de Bíblia. No final, entrou nos neurônios e no coração dele as palavras mais fantásticas, o João 3.16. Acreditou e começou a entender a terra e o céu.

O Brasil está raivosamente dividido e todos sofrem as desgraças do absurdo. Coisas irracionais deste mundo com nome e sobrenome: natureza humana. O que Jesus diria hoje? Aquilo que proclamou no alto da montanha: "Bem-aventurados aqueles que trabalham pela paz, pois Deus os chamará de seus filhos".

Enquanto a divisão derruba edifícios, provoca morte e destruição, resta o testemunho e a ação daqueles que foram chamados para ser luz num mundo em trevas.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.