Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião Opinião

Missões - Parte II

Por Gabriela Streb
Publicado em: 24.05.2022 às 03:00

Sempre questiono como foi a chegada dos jesuítas. Não acredito que os índios estavam tranquilamente esperando essas pessoas de pele, vestimentas e costumes tão diferentes de forma pacífica.

Nessa viagem aprendi que os Guaranis tinham sua própria organização político-social. Dominavam a agricultura, irrigação, construíram fontes, tinham seus deuses, eram tecelões e poligâmicos.

O Santuário do Caaró, ao lado de São Miguel, mostra o conflito existente já no início da tentativa de catequização. O padre João de Castilhos foi morto de forma violenta. Esfolado, arrastado por quatro quilômetros, olhos vazados, apedrejado, ferido com flechas, amarrado numa árvore com fogo por baixo. Não foi diferente com os padres Roque Gonzales e Afonso Rodrigues.

No local da descoberta das ossadas dos três jesuítas foi erguida uma capela linda e o local recebe peregrinos em busca da água que dizem ser milagrosa. Os três padres foram canonizados pelo Papa João Paulo II em 1988. A canonização se dá no local da morte. Então, temos três santos no território gaúcho que pouco sabemos. Para não correr o risco, bebi a água da fonte e fiz minha prece.

O Tratado de Madri assinado por Portugal e Espanha exigiu a saída dos índios dessas terras, o que gerou a batalha que matou milhares além do herói Sepé de Tiaraju. Graças a tal documento, hoje falamos português e não espanhol.

Contar a história sob ponto de vista do colonizador e vencedor, às vezes me parece mais romântica.

Infelizmente quase nada se investe para divulgar esse patrimônio como se só a catedral de pedra existisse e importasse o que é uma inverdade.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.