Publicidade
Botão de Assistente virtual
Opinião Opinião

Não removam os marcos antigos

Por Osvino Toillier
Publicado em: 05.08.2022 às 03:00

Há tempo que este versículo bíblico pedia reflexão. Ouvi-o faz tempo e desde então tenho pensado sobre o seu significado. Tanta vez me pergunto onde foi que nos perdemos e abandonamos ensinamentos pelos quais tanto zelaram nossos pais e avós! Confesso que me dói o coração ver nossos jovens se perdendo pelos descaminhos da vida, por não lhes terem sido ensinados, quando crianças, os mandamentos divinos, rezar e dobrar os joelhos diante de Deus.

Fui buscar no texto sagrado (Levítico, capítulo 19) algumas passagens para robustecer esta reflexão: "Cada um respeite a sua mãe e seu pai, e todos guardem o dia santificado ao descanso; não adorem ídolos nem façam deuses de metal; não roube, não minta e não engane os outros; não faça juramento falso em meu nome, porque isto é profanar o meu nome, diz o Eterno; não explore os outros e não segure até o dia seguinte o pagamento do trabalhador; não amaldiçoe um surdo nem ponha na frente de um cego alguma coisa que o faça tropeçar; quando julgar alguma coisa, não seja injusto; não favoreça os humildes nem procure agradar os poderosos; não ande espalhando mentiras no meio do povo nem faça acusação falsa".

Será que não estamos esquecendo de ensinar tudo isto aos nossos filhos? Vamos honrar nossa vocação profético-missionária e cumprir com o indelegável dever de dar mapa e bússola para os filhos e fixar marcos confiáveis, para que possam encarar os desafios do mundo de hoje, repleto de ameaça e descrença, com risco de não encontrarem o porto seguro de suas vidas.


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.