Publicidade
Opinião | Cláudio Brito Opinião

Segundo turno total

Por Cláudio Brito
Publicado em: 21.11.2020 às 13:03

Não é verdade que apenas capitais e outras grandes cidades vivem agora a espera do segundo turno eleitoral. Nos municípios em que já foram eleitos os prefeitos e os vereadores também se vive uma segunda rodada de embates e emoções. Talvez tão cheia de conflitos como devem ser os dias atuais nas comunidades que se preparam para finalmente, daqui a oito dias, elegerem o prefeito. Falo dos conchavos, encontros, colóquios e debates na intimidade dos partidos políticos que, passado o encontro nas urnas, agora tratam de resolver impasses e obstáculos para a configuração das equipes de trabalho que assumirão as prefeituras e as câmaras em 1° de janeiro.

Acontece de tudo nessa fase. Já se tem notícia de gente que rompeu o vínculo com o partido pelo qual se elegeu e agora anda visitando gabinetes para a tentativa de constituição de uma coligação pós-eleição. E tem quem nem liga para os partidos em geral. Um prefeito de nossa região, dia desses, perguntado sobre sua contraditória vida partidária, respondeu dizendo que "não dou bola mesmo pra partido". Como assim, cara-pálida? Pois é assim mesmo que acontece. Pelo menos, no caso, houve manifestação franca, leal e sincera. Pior é com aqueles que praticam o mesmo jeito de ser, mas se escondem nos desvãos.

Em tudo isso, o que pretendo ressaltar é a necessidade que temos nós, simples eleitores, de cuidar, fiscalizar, cobrar, exigir mesmo. A contrapartida exigível ao voto haverá de ser o cumprimento do que tenha sido prometido e o atendimento aos justos anseios daqueles que elegeram prefeitos e vereadores.

Os eleitores têm o direito de serem consultados a respeito da formação de um secretariado e depois informados sobre a equipe que iniciará a trabalhar logo após a posse. O time escalado pelo prefeito corresponde ao que deseja o eleitor para que sejam realizados os projetos anunciados na campanha eleitoral? Resposta devida ao eleitorado, sem dúvida. Como acreditar em quem eventualmente venha agora a cometer contradições e demonstrar inconsistências? Onde estão aqueles propósitos anunciados na campanha que conduziu o eleito à vitória?

O segundo turno total vem agora. É direito nosso acompanhar muito atentamente o que vem a seguir. E o segundo turno será o mais longo, pois vai durar quatro anos.


Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.